Gibão de Cor

Gibão de Cor

Quase um século depois da morte de Maria Bonita e Lampião, a influência do cangaço permanece na arte e na moda. Numa mistura desconcertante de força, resistência e delicadeza, a estética do cangaço, rica em simbolismos, chega a transceder a história e continua a inspirar artistas em peças de decoração, roupas e acessórios.

Esse é o caso de Roosevelt, artesão de Campina Grande, cidade do Maior São João do Mundo e cidade da Juliette. Roosevelt abraçou o artesanato há cerca de 10 anos atrás, quando começou a produzir peças de couro coloridas inspiradas nas referências culturais da música e da arte nordestina.

Roosevelt é referência local quando o assunto é gibão e chapéu de couro. Ele também faz bolsas inspiradas nos bornais e calçados de couro coloridos com símbolos e formas que remetem ao cangaço. Vale a pena conhecer as suas peças no seu ateliê em Campina Grande ou pelo seu Instagram @gibaodecor

Direção Descendente

1 Produto(s)

Direção Descendente

1 Produto(s)